Não existe educação sem cultura

Sanduíche de Livros

Sanduiche de Livros Cesgranrio

 

Crianças descobrem o prazer da leitura

Em mensagem pela celebração do Dia Internacional do Livro Infantil e Juvenil, a escritora Lygia Bojunga Nunes afirmou: “Pra mim, livro é vida; desde que eu era muito pequena os livros me deram casa e comida. Todo dia a minha imaginação comia, comia e comia; e de barriga assim toda cheia, me levava pra morar no mundo inteiro: [...] era só escolher e pronto, o livro me dava”. É para estimular que muitas crianças desenvolvam esse interesse pela leitura e possam encontrar nos livros um importante sustento intelectual que a atriz e autora Paula Novaes desenvolveu o projeto-piloto “Sanduíche de livros”, baseado em seu livro homônimo.

A iniciativa, realizada em bibliotecas parque do Estado do Rio entre agosto e outubro deste ano, com patrocínio da Fundação Cesgranrio, consistiu em esquetes curtas que levavam os espectadores a viajar pelo mundo do faz-de-conta proporcionado pela leitura, com a ajuda das personagens tia Bisbilhoteca e sua sobrinha, Vivi. A fonte de sua inventividade eram livros que saíam de um grande sanduíche colocado em uma estante, para simbolizar o papel da leitura como “comida para a imaginação”.

Nas sessões, foram apresentadas histórias de famosos representantes da literatura infanto-juvenil brasileira, como Ruth Rocha, Eva Furnari, Herbert de Souza, Marina Colasanti, Fernanda Lopes de Almeida, Pedro Bandeira, Silvia Orthof e Ana Maria Machado, entre outros.

As apresentações foram encenadas em diversos espaços cariocas e de outras cidades do Estado do Rio, como Campos dos Goytacazes, Três Rios e Rio das Ostras, e tinham como público-alvo crianças de escolas públicas localizadas do entorno das bibliotecas.