Não existe educação sem cultura

Prêmio Cesgranrio de Teatro 2019 seleciona indicados do 2º semestre

Prêmio Cesgranrio de Teatro - 2019

 

Jurados do Prêmio Cesgranrio de Teatro elegeram ontem, dia 12 de dezembro de 2019, os indicados do 2º semestre da sétima edição da premiação. Os novos indicados concorrerão com os indicados do primeiro semestre, definidos em julho deste ano.

A cerimônia de premiação ocorrerá no dia 28 de janeiro de 2020, no Copacabana Palace, e terá atriz Eva Wilma como homenageada. O Prêmio Cesgranrio de Teatro também fará uma homenagem póstuma à atriz Ruth de Souza, falecida em 28 de julho de 2019.

 

Trata-se do prêmio de maior valor do cenário brasileiro: R$ 25 mil para os vencedores de cada uma das 12 categorias, num total de R$ 300 mil.

 

Os indicados pela comissão julgadora, formada por Carolina Virgüez, Daniel Schenker, Jacqueline Laurence, Lionel Fischer, Macksen Luiz, Rafael Teixeira e Tânia Brandão, foram:

 

 

MELHOR FIGURINO

 

Marcelo Marques, por “O Despertar da Primavera”

Ney Madeira e Dani Vidal, por “A Cor Púrpura – O Musical”

Ronaldo Fraga, por “Nastácia”

 

 

MELHOR CENOGRAFIA

 

André Cortez, por “Sísifo”

Natália Lana, por “A Cor Púrpura – O Musical”

Ronaldo Fraga, por “Nastácia”

 

 

MELHOR ILUMINAÇÃO

 

Paulo César Medeiros, por “O Despertar da Primavera”

Renato Machado, por “3 Maneiras de Tocar no Assunto”

Rogério Wiltgen, por “A Cor Púrpura – O Musical”

 

 

MELHOR ATOR

 

Leonardo Netto, por “3 Maneiras de Tocar no Assunto”

Odilon Esteves, por “Nastácia”

Thelmo Fernandes, por “Diário do Farol – Uma Peça Sobre a Maldade”

 

 

MELHOR ATOR EM TEATRO MUSICAL

 

Alan Rocha, por “A Cor Púrpura – O Musical”

 

 

CATEGORIA ESPECIAL

 

Bel Kutner, pela direção artística da Cidade das Artes

Marcia Rubim, pela direção de movimento de “3 Maneiras de Tocar no Assunto”

Valéria Monã, pela direção de movimento de “Oboró – Masculinidades Negras”

 

 

MELHOR ATRIZ

 

Ana Beatriz Nogueira, por “Relâmpago Cifrado”

Flávia Pyramo, por “Nastácia”

 

 

MELHOR ATRIZ EM MUSICAL

 

Flavia Santana, por “A Cor Púrpura – O Musical”

Letícia Soares, por “A Cor Púrpura – O Musical”

 

 

MELHOR DIREÇÃO

 

Fabiano de Freitas, por “3 Maneiras de Tocar no Assunto”

Marcio Abreu, por “Por que não vivemos?”

Miwa Yanagizawa, por “Nastácia”

 

 

MELHOR DIREÇÃO MUSICAL

 

Marcelo Castro, por “O Despertar da Primavera”

Tony Lucchesi, por “A Cor Púrpura – O Musical”

 

 

MELHOR TEXTO NACIONAL INÉDITO

 

Leonardo Netto, por “3 Maneiras de Tocar no Assunto”

Miriam Halfim, por “Freud & Mahler”

 

 

MELHOR ESPETÁCULO

 

“3 Maneiras de Tocar no Assunto”

“A Cor Púrpura – O Musical”

“Diário do Farol – Uma Peça Sobre a Maldade”

 

Confira aqui os indicados do 1º semestre.