Não existe educação sem cultura

Oficina de Atores Cesgranrio já dá frutos

Logo após terminar a oficina, Rafael Canedo desponta no teatro e na TV.

Rafael Canedo, aluno da 1ª edição da Oficina de Atores Cesgranrio, de 2013, foi escolhido para interpretar o jovem Ruço, personagem de Miguel Falabella, na série “Pé na Cova”, da TV Globo. Segundo a jornalista Carla Bittencourt, do jornal Extra, Miguel ficou tão impressionado com a semelhança entre ele e Rafael que aumentou a participação do rapaz, de 25 anos.

O Centro Cultural Cesgranrio entrevistou o ator Rafael Canedo para entender como a Oficina de Atores está influenciando sua carreira.

 

Centro Cultural Cesgranrio: Quais foram os principais ensinamentos que você absorveu durante a Oficina de Atores?

Rafael Canedo: Foram meses de um trabalho intenso e com muita dedicação. Dentro da Oficina pude entender melhor como o mercado de trabalho funciona, o grau de exigência, a importância de exercitar sempre corpo, mente e voz. Ser ator é uma batalha diária em busca do seu espaço, é preciso ter "sangue nos olhos" sempre.

Centro Cultural Cesgranrio: Depois de três meses de muito trabalho na oficina de atores, como o processo ajudou na construção de novos personagens? Teve alguma influência no papel que você vai interpretar em “Pé na Cova”?

Rafael Canedo: Todo o processo conduzido pelos profissionais do curso me transformaram em um ator mais maduro e mais capaz de explorar meu interior. Foi um trabalho muito abrangente com práticas como rasabox, meditação, exaustão, autoconhecimento, gostávamos muito de dizer que estávamos nos qualificando como "atletas da emoção". Acredito que esse processo terá influencia em qualquer trabalho que eu faça para o resta da minha vida.

Centro Cultural Cesgranrio - Como você se sentiu ao ser chamado para fazer “Pé na Cova”?

Rafael Canedo - Foi uma grande alegria, fiz três testes até ganhar o papel. É uma responsabilidade muito grande interpretar o mesmo personagem que o Miguel Falabella. Me lembro de assistir televisão e dar muitas risadas vendo programas como "Sai de Baixo" e o hoje me sinto lisonjeado por receber essa oportunidade e trabalhar ao lado desse maravilhoso artista.

Centro Cultural Cesgranrio - Como será a sua participação na série?

Rafael Canedo - Farei o "Ruço jovem", durante a serie acontecerão alguns Flashbacks. Onde voltaremos ao Irajá dos anos 80 e o público poderá se divertir e ver como era a relação dos personagens da trama, além de momentos únicos e poéticos como o pedido de casamento de Ruço a Darlene.

Centro Cultural Cesgranrio - Quais são suas expectativas em trabalhar com Miguel Falabella?

Rafael Canedo - Sem dúvida espero aprender muito com ele. Já nos primeiros dias ele me deu dicas e conversou bastante comigo, é uma cara que tem uma energia muito boa e sentimos isso. Nas gravações o clima é sempre de descontração e isso ajuda muito quem está chegando, espero de verdade corresponder a tudo que venho recebendo com um bom trabalho.

Centro Cultural Cesgranrio - Já tem mais algum projeto confirmado para o futuro?

Rafael Canedo - Sim, faço o protagonista de um lindo espetáculo chamado "O estranho caso do cachorro morto" sucesso de crítica e público em Londres. A peça tem a direção de Moacyr Góes e conta a historia de superação e afirmação do menino Christopher Boone de 15 anos que tem Síndrome de Asperger (um transtorno do espectro autista). Depois de ser acusado pela morte do cachorro da sua vizinha a Sr. Shers, ele decide investigar o caso e acaba descobrindo muito da sua vida. A peça estreia no dia 10 de abril no Teatro Leblon e fica em cartaz até junho, de quinta a sábado as 21hs e domingo as 20hs.

Também tenho um projeto com a minha namorada e atriz Agatha Duarte e o ator Betto Marque (ambos também fizeram a oficina) para o início de 2015 com estréia no Centro Cultural Banco do Brasil. A peça se chama "Em um lugar chamado Lugar Nenhum" uma fábula com inspiração na literatura de cordel e explora a cultura nordestina com direção de Rogério Fanju.

rafael-canedooficina-de-atores-2013-2