Não existe educação sem cultura

Fest & Arte

 

Idealizado pela atriz e produtora paraibana Kellys Kelfis para movimentar a cena cultural da cidade do Rio de Janeiro, o Festival de Espetáculos Teatrais e Arte - FEST & ARTE chegou à sua quarta edição com uma extensa programação, reunindo diversas manifestações artísticas.

Com patrocínio da Fundação Cesgranrio, o evento de 2016 contou com a apresentação de 20 espetáculos teatrais, oficinas gratuitas, música, declamações de poemas e uma programação especial para o público infantil. O cenário escolhido foi o Parque das Ruínas, com sua deslumbrante vista para o Pão de Açúcar.

 

 

Prêmio de 8 mil reais para o melhor espetáculo


Todos os anos, o FEST & ARTE recebe mais de cem projetos de grupos adultos e infantis, profissionais e amadores de teatro, circo e dança. São selecionados, por meio de uma curadoria especializada, os 20 melhores espetáculos para se apresentarem no evento. O melhor espetáculo recebe um prêmio de R$ 8.000,00. A bancada de jurados de 2016 foi composta por Catarina Abdalla (de “Vai que Cola”), Claudio Handrey, Gustavo Paso, Gilson de Barros e Alice Morena.


Poemas Expressos


A novidade da última edição do evento foi a atividade “Poemas Expressos”, onde a atriz e poetiza Nathascha Francis criou poemas inspirados nas histórias que a pessoa contava ali na hora. O resultado foram versos exclusivos e sob medida para quem estava no festival.


Programação infantil


Para Kellys Kelfis, nada disso teria sentido se não envolvesse as crianças de forma significativa. Assim, o festival infantil, que acontece junto ao FEST & ARTE, ganhou dessa vez ganha mais força com a parceria feita com a Cia dos Prazeres (do Morro dos Prazeres), sob orientação de seus fundadores Lucas Weglinski e da bailarina e professora Ana Paula Dias – idealizadora do projeto Ubuntu.

As crianças criaram desde a concepção do festival infantil até as ações sociais que foram apresentadas.  Para este ano eles escolheram oficinas como troca-troca literário, doações de presentes de natal, além da grande novidade que foi a oficina de reciclagem, onde eles fizeram objetos totalmente recicláveis para serem expostos durante os três dias de festival.  “O objetivo é receber cada um de maneira acolhedora e oferecer o suporte necessário para que todos cumpram seu papel, contribuindo para a inovação técnica e conceitual no âmbito das artes e promovendo o surgimento de novos grupos, interesses e formas de criar”, comemorou Kellys.