Não existe educação sem cultura

Crianças de Terezín

Crianças de Terezín

 

A união de teatro e dança para homenagear sobreviventes do Holocausto

Uma parceria entre a Fundação Cesgranrio e o Núcleo de Pesquisa Corporal em Dança, do professor Roberto Lima, da Escola de Teatro Martins Pena, viabilizou a produção de um espetáculo diferenciado: o teatro-dança “Crianças de Terezín”. Livremente inspirada no livro “O diário de Helga Weiss”, relato de uma menina judia que viveu em um campo de concentração durante a II Guerra Mundial, a peça já foi encenada no Sesc São João de Meriti, em dezembro de 2014; no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, em 25 de julho de 2015; e no Teatro da Universidade Federal Fluminense (UFF), no dia 28 de agosto do mesmo ano, durante a V Mostra Migrações.

Com elenco formado por atores oriundos da Escola de Teatro, o projeto propõe uma ressignificação da linguagem dramática, por meio de composições que misturam o teatro e a dança contemporânea. Com isso, amplia-se a utilização da técnica corpo-gestual tão comum aos atores para outras linguagens da arte, como a dança e o teatro-dança contemporâneos.

O espetáculo traz à mente do público os cenários e sensações da experiência traumática e solitária enfrentada pela criança em seu cativeiro no campo de concentração, contrapondo a realidade com seu sonho de libertar-se da dor e da solidão.