Não existe educação sem cultura

Auto de São Sebastião – 2016

Auto de São Sebastião 2016 - Cesgranrio

 

O ano de 2016 é especial para o Rio de Janeiro e para a Igreja Católica no mundo inteiro. Inspirada pelos momentos marcantes que a cidade viverá este ano, com os Jogos Olímpicos, e pelo Jubileu da Misericórdia instituído pelo Papa Francisco, a montagem “São Sebastião nas Olimpíadas Rio 2016 – Ano da Misericórdia”, celebrou não apenas o dia do Santo Padroeiro do Rio, mas também as graças e conquistas esperadas para todo este ano.

O auto foi apresentado em 20 de janeiro, feriado municipal dedicado a São Sebastião, na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, após a chegada da tradicional procissão de São Sebastião.

Com roteiro inédito e direção de Rubens Lima Jr, o espetáculo consistiu um show falado e cantado que mostrou a cena histórica, artística e cultural do Rio de Janeiro, destacando a religiosidade inata da cidade e o potencial esportivo que será refletido na realização das Olimpíadas. O auto lembrou que São Sebastião era fervoroso anunciador da misericórdia de Deus e que é considerado não só padroeiro do Rio, mas também dos atletas.

O objetivo do auto era permitir que a festa ao Padroeiro do Rio servisse também como estímulo à cultura carioca, à prática esportiva, e, claro, à fé e ao congraçamento entre os cidadãos.

O elenco foi formado por 28 artistas, entre atores, cantores e bailarinos do Centro Cultural da Cesgranrio e alunos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Promovido pela Associação Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro, com patrocínio da Fundação Cesgranrio, teve a produção assinada por Carlos Alberto Serpa e os figurinos, por Beth Serpa.

Ao fim do espetáculo, o arcebispo do Rio, D. Orani João Tempesta, reforçou a responsabilidade de cada um com nossa cidade, abençoada por São Sebastião:

 

D. Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro

A apresentação teatral de São Sebastião do Rio de Janeiro, cidade das Olimpíadas, faz com que nós olhemos a cidade como nossa responsabilidade. Agradeço a toda a equipe pelo trabalho e também a os atores e atrizes. Tenho a certeza de que, ao fazer a representação de exemplos como São Sebastião e outros santos, também um pouco deles fica no coração de cada um. O Auto de São Sebastião é sempre uma oportunidade de, a cada ano, trazer à luz um modo novo de ver a beleza do Rio, da nossa história e da nossa cultura e, ao mesmo tempo, de recordar a nossa responsabilidade de tornar essa cidade cada vez melhor, mais justa, solidária e fraterna.