Não existe educação sem cultura

2º Prêmio Rio de Literatura realiza cerimônia em homenagem aos vencedores

Prêmio Rio de Literatura - Cesgranrio - Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

 

A Fundação Cesgranrio e a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro receberam, no dia 14/09, os vencedores do 2º Prêmio Rio de Literatura: Melhor Obra Publicada – Categoria Ficção: “Rol”, de Armando Freitas Filho (Ed. Cia das Letras); Melhor Obra Publicada – Categoria Ensaio: “Guerra dos lugares”, de Raquel Rolnik (Ed. Boitempo);  Melhor Novo Autor Fluminense: “Tão fútil e de tão mínima importância”, de Tiago Franco;  Menção honrosa – Melhor Obra Publicada – Categoria Ficção: “A resistência”, de Julián Fuks (Ed. Cia das Letras).

 

Prêmio Rio de literatura - 2ª Edição - Vencedores - Raquel Rolnik – Guerra dos lugares
Raquel Rolnik – Vencedora da Categoria Obras Publicadas – Ensaio, por “Guerra dos lugares”

 

Prêmio de cem mil reais para vencedor da Categoria Obra Publicada

 

Nas categorias ficção e ensaio, os autores dos livros selecionados foram premiados, cada um, com R$ 100 mil. Na modalidade Melhor Novo Autor Fluminense, além de receber R$ 10 mil, o vencedor terá viabilizada a edição e publicação de mil exemplares de sua obra, que serão doados ao autor e distribuídos para bibliotecas públicas e comunitárias do estado.

 

Prêmio Rio de literatura - 2ª Edição - Vencedores - Armando Freitas Filho – ROL Armando Freitas Filho – Vencedor da Categoria Obras Publicadas – Ficção, por “ROL”

 

Durante a cerimônia, o presidente da Fundação Cesgranrio e líder do Conselho Curador, Carlos Alberto Serpa, anunciou que a 3º edição do concurso contará com uma nova categoria: Poesia, na qual o vencedor receberá um prêmio no valor de R$ 100 mil. Ele acredita que a inclusão dessa nova categoria incentivará os poetas a apresentarem seus trabalhos, além de aumentar a visibilidade do gênero entre os leitores.

– O Prêmio tem como objetivo incentivar a literatura, que é fundamental no processo de desenvolvimento da educação e da cultura – ressaltou Serpa.

O evento contou com a presença de André Lazaroni, secretário de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Pedro San Gil Jutuca, reitor da Unirio e Arnaldo Niskier, acadêmico e presidente do Centro de Integração Empresa-Escola do Rio de Janeiro (CIEE/RJ).

O júri final foi composto por Antonio Carlos Secchin, Davi Pessoa Carneiro Barbosa, Gabriel Chalita, Heloisa Buarque de Hollanda e Renato Cordeiro Gomes.

 

Prêmio Rio de literatura - 2ª Edição - Vencedores - Tiago Franco – Tão fútil e de tão mínima importânciaTiago Franco – Vencedor da Categoria Novo Autor Fluminense, por “Tão fútil e de tão mínima importância”