Não existe educação sem cultura

2º Prêmio Cesgranrio de Dança – Indicados

3º Prêmio Cesgranrio de Dança – Edição 2020/2021

 

MELHOR COREOGRAFIA

 

Alex Neoral, pelo espetáculo “Focus Dança Bach”, da Focus Cia de Dança

Christine Ceconello, pelo espetáculo “Olhos que não veem”

Deisi Margarida e Rodrigo Gondim, pelo espetáculo “Degraus”, do Grupo SATS

Henrique Rodovalho, pelo espetáculo “Estou sem silêncio”, da Quasar Cia de Dança

Marcus Azevedo, Eduardo Gonçalves e Dançarinos, pelo espetáculo “People”, da Dança      Charme & Cia.

 

 

MELHOR BAILARINA

 

Ágatha Faro, pelo espetáculo “Gil”, do Grupo Corpo

Marcelle Bessa Bens, pelo espetáculo “Nosotros”, do Núcleo de Dança para Atores

Marina Teixeira, pelo espetáculo “Focus Dança Bach”, da Focus Cia de Dança

Sabrina Vaz, pelo espetáculo “Nunca Mais”, da Laso Cia de Dança

Christine Ceconello, pelo espetáculo solo “Olhos que não veem”

Valeska Gonçalves, pelo espetáculo “Estou sem Silêncio”, da Quasar Cia de Dança

 

 

MELHOR BAILARINO

 

Bruno Duarte, pelo espetáculo “À Margem”, do coreógrafo Tiago Oliveira

Felipe Padilha, pelo espetáculo “Modo Sleep”, da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói

Elton Sacramento, pelo espetáculo “Ressonância Caótica”, do coreógrafo Roberto Silva

José Villaça, pelo espetáculo “Focus Dança Bach”, da Focus Cia de Dança

Daniel Calvet, pelo espetáculo “Dança Boba”, do Ateliê do Gesto

João Paulo Gross, pelo espetáculo “Dança Boba”, do Ateliê do Gesto

Luan Batista, pelo espetáculo “Gil”, do Grupo Corpo

Márcio Cunha, pelo espetáculo “Casa de Barro”, da Márcio Cunha Dança Contemporânea

 

 

DESTAQUE DESENHO DE PRODUÇÃO CÊNICA

 

“Casa de Barro”, do coreógrafo Márcio Cunha

“Dança Boba”, do Ateliê do Gesto

“Modo Sleep”, da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói

“People”, da Dança Charme & Cia

“Ressonância Caótica”, do diretor e coreógrafo Roberto Silva

 

 

CATEGORIA ESPECIAL

 

Cacau Gondomar, pelo trabalho de produção em dança

Carmen Luz e equipe Sesc Rio, pela curadoria do evento EntreDança, edição “O Corpo Negro”

Comemoração dos 20 anos da Companhia Esther Weitzman

Exposição “Palavra e Movimento”, de Eduardo Macedo, com curadoria de Alberto Saraiva, no Oi Futuro

Isnard Manso, pela promoção e divulgação da Dança de Salão no Centro Cultural Carioca

Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, como espaço fundamental e necessário de fomento à dança, representado por Diego Dantas (Direção Artística) e Gil Santos (Direção Administrativa)

Elenco da Cia. Híbrida, pelo espetáculo “Contenção”

Grupo SATS, pelo trabalho de ocupação urbana desenvolvido no espetáculo “Degraus”

 

 

MELHOR ESPETÁCULO

 

 “À Margem”, do coreógrafo Tiago Oliveira

“Ägô”, da coreógrafa Cristina Moura

“Estou sem Silêncio”, da Quasar Cia de Dança  – coreógrafo Henrique Rodovalho

“Casa de Barro”, da Márcio Cunha Dança Contemporânea – coreógrafo Márcio Cunha

“Contenção”, da Cia. Híbrida – coreógrafos Renato Cruz e Aline Teixeira

“Gil”, do Grupo Corpo – coreógrafo Rodrigo Pederneiras